No Ietec Talks que ocorreu no dia 20 de abril de 2021, sob o Tema: Transformação Digital na Engenharia: Projeto e Construção, tivemos a participação especial de Guilherme Odaguiri, Superintendente de Projetos Estratégicos e Excelência Operacional na Andrade Gutierrez Engenharia S.A.

Nosso convidado trouxe toda a teoria já vista nos conceitos de Transformação Digital aplicados na Engenharia e apresentou de forma bem dinâmica suas aplicações.

É importante dizer que o processo de transformação digital na Andrade Gutierrez começou há 8 anos e, diante disso, a empresa se tornou referência no assunto.

No primeiro ano, foi instaurada a Área de Compliance, em seguida, houve uma guinada de estratégia, uma mudança de mindset com foco no cliente e em processos de gestão; em seguida, com auxílio de consultores especialistas, instaurou-se estratégias de ciclos trianuais que possibilitaram análises aprofundadas de aceitação de suas aplicações pelo mercado. E os resultados positivos vieram.

Contextualizando o atual cenário, é possível identificar que ao longo dos últimos 10 anos a empresa implantou práticas de lean construction (aplicação da mentalidade enxuta no setor da construção) de modo consistente, transformando a Excelência Operacional em seu diferencial competitivo e mantendo-a como pioneira das melhores práticas de gestão para engenharia e construção.

Em relação ao mercado de construção de maneira geral, vê-se um declínio quando o assunto é digitalização. Pensando nisso, empresas que atuam fortemente com Excelência Operacional, BIM e Inovação, ocupam lugar de destaque, sendo este o caso da Andrade Gutierrez.

Levando em consideração o impacto da Digitalização, Guilherme cita a economia de horas investidas em cada um dos processos de construção. Na área de projetos, houve economia de 10% a 30% de horas após a implantação de processos digitais. Na área de Construção, houve redução de 5% a 10%; em Operação e Gestão do Ativo, de 10% a 20% e em Descomissionamento de 5% a 10%.

Guilherme pontua ainda a importância de contar com uma plataforma única de gerenciamento de todas estas fases. Enquanto algumas empresas realizam a gestão de forma fracionada (utilizam planilhas para uma etapa, sistemas para outras), na AGE eles conseguem gerir e mensurar resultados tendo como referência uma única plataforma, o que facilita o processo e culmina em economia de tempo investido para ações corretivas rápidas.

Na Andrade e Gutierrez, existem quatro grandes pilares baseados na Engenharia 4.0, que são responsáveis pelo diferencial competitivo da empresa. São eles:

– Excelência Operacional

– Digitalização

– Inovação

– Engenharia

1) Excelência Operacional:

Consiste na otimização das rotinas, integradas aos modelos digitais (Last Planner System).

Sem o trabalho de padronização, o processo de digitalização seria muito mais difícil de ser implantado.

2) Digitalização

Implementação de plataformas de Gestão de Materiais, de Projetos e de Colaboração, integradas aos modelos digitais.

3) Inovação

Integrações de soluções inovadoras e pontuais aos modelos digitais nas obras

4) Engenharia

Garantia de uma Engenharia de Valor, através de simulações e parametrização de dados para estudos e novas propostas

Se você tem interesse em saber como cada uma destas etapas acontece na prática na Andrade e Gutierrez, assista o Ietec Talks na íntegra e comece a se inspirar para começar a Transformação Digital da sua empresa.

Já conhece o curso de Engenharia Digital e Inovação do Ietec?

Clique aqui e acelere o processo de transformação digital do seu negócio.