Você já se graduou e, com certeza, sabe que no mercado competitivo de hoje em dia não pode parar por aí, certo? É preciso se aprimorar e já pensar no próximo passo. Mas, com tantas possibilidades, qual caminho seguir? Você pode escolher entre curso de aperfeiçoamento, Master Business Administration (MBA), especialização e mestrado. E, nesse momento de decisão, conhecer os critérios adequados para embasar sua escolha é fundamental.

É comum ouvir a pergunta: vai fazer mestrado sem fazer pós-graduação? Na verdade, o mestrado é uma das modalidades de pós-graduação que temos no Brasil. É que, nem sempre, a questão fica esclarecida. Temos a pós-graduação lato sensu e a stricto sensu, que têm finalidades bastante específicas.

O primeiro modelo abriga os aperfeiçoamentos, com 180 horas de duração, as especializações e os MBA, que possuem 360 horas cada. Esses cursos podem ser feitos nas modalidades presencial ou a distância — neste caso, ao menos os exames mais relevantes deverão ser feitos presencialmente.

Já o mestrado pertence ao segundo grupo (stricto sensu), tem maior duração e aprofunda o estudo dos temas abordados nas disciplinas. Seu objetivo é formar profissionais capazes de solucionar problemas complexos, por meio da metodologia adquirida no mestrado, seja nas organizações ou em pesquisas. O título de mestre também é exigido para lecionar na maioria das universidades.

Então, se a sua dúvida é qual caminho seguir depois de terminar sua graduação, este artigo vai ajudar. Confira, a seguir, as principais diferenças entre aperfeiçoamento, MBA, especialização e mestrado. Vamos lá!

Aperfeiçoamento

É comum os profissionais terem o desejo de aprimorar seu desempenho, e também atender as necessidades específicas do mercado em que atuam. Para isso, nada melhor que um curso prático, que ensine novas técnicas e como aplicá-las no dia a dia. Essas são características dos cursos de aperfeiçoamento.

Esse tipo de curso tem carga horária mínima de 180 horas e não confere titulação a seu concluinte. É uma ótima opção para quem quer desenvolver alguma habilidade ou técnica específica.

MBA

Geralmente, o MBA é procurado por profissionais da área de gestão que já têm experiência no mercado de trabalho. É um curso muito prático, no qual cases são analisados com frequência.

Em muitos casos, a seleção para cursos de MBA leva em conta a experiência de mercado do aluno. Também por isso, esse é um excelente espaço para ampliar sua rede de contatos. Algumas instituições têm suas turmas muito visadas por empresas, que ali costumam selecionar seus futuros gestores.

Aliás, esse é um tipo de pós-graduação lato sensu em que o público-alvo é formado por aqueles que são ou desejam ser gestores. É um curso que proporciona ao aluno rever sua maneira de atuar profissionalmente. O MBA tem duração mínima de 360 horas e exige que seu corpo docente seja composto por 50% de professores mestres e doutores.

As formações de MBA no país são fiscalizadas pela Anamba (Associação Nacional de MBA), que trabalha em prol da manutenção desses cursos, para que a qualidade seja mantida dentro dos melhores padrões.

Especialização

A especialização é o equivalente ao MBA, porém sem o viés gerencial. Também é uma pós-graduação lato sensu com carga horária mínima de 360 horas. Seu objetivo é aprofundar o conhecimento em determinada área e, com isso, direcionar sua vida profissional.

É ideal para aqueles que acabaram de se formar e também para quem busca mudar de carreira. Ao final do curso, é preciso fazer um trabalho de conclusão, geralmente apresentado a uma banca de avaliação capacitada.

É um curso bastante prático, voltado a situações próprias da rotina profissional. Ao final da especialização, você receberá o título de especialista e poderá atuar em cargos que exijam essa titulação.

Mestrado

Esse é um curso de pós-graduação stricto sensu. O mestrado é o primeiro degrau a ser subido por quem deseja seguir carreira acadêmica. Porém, cada vez mais tem sido frequente a busca de executivos com esse tipo de formação. Isso porque ele propicia o aprofundamento no estudo de determinado objeto, que passa a ser analisado à luz de um rico arcabouço teórico.Muitas vezes, o objeto de pesquisa pode estar associado a um projeto desenvolvido na empresa onde o estudante atua. O mercado passou a enxergar profissionais com esse tipo de pós-graduação como referência para solução de problemas complexos e, consequentemente, propulsores de pesquisa e desenvolvimento, gerando inovações para as organizações. 

Devido ao grau de exigência, as pessoas que cursam essa pós-graduação e trabalham precisam dedicar seu tempo livre quase que integralmente para conseguir manter seus estudos em dia. Por isso, é muito comum alunos do mestrado se dedicarem exclusivamente a esse curso. Alguns deles conseguem bolsas de estudos de órgãos relacionados ao governo, como Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), para terem condições de abrir mão de outras oportunidades profissionais.

Ao final do curso, é preciso apresentar uma dissertação para uma banca qualificada. Nesse momento você deverá expor seu objeto de pesquisa com todas as análises teóricas e práticas realizadas. Caso seja aprovado nessa etapa, receberá o título de mestre e, com isso, poderá concorrer a vagas que exijam essa titulação. Normalmente, isso é um pré-requisito em concursos públicos para docência universitária ou de institutos técnicos federais.

Durante o mestrado, e após sua conclusão, a participação em congressos e eventos científicos é importante para ampliar a rede de contatos e conhecer o que outros pesquisadores estão desenvolvendo. É preciso investir, ainda, na produção de artigos científicos, que devem ser publicados, preferencialmente, em periódicos com boa reputação junto a Capes.

Assim, se você procura lecionar em instituições públicas ou privadas, ou tem interesse em desenvolver um conhecimento específico e capacidade analítica sobre determinado tema, esse é o seu lugar.

 

Como você pôde observar, pensar no objetivo de sua carreira faz ficar mais fácil decidir qual formação seguir. Entre curso de aperfeiçoamento, MBA, especialização e mestrado não há melhor ou pior, mas sim o que se adéqua ou não ao rumo que você quer dar à sua vida profissional.

Agora que você está mais bem informado sobre as características dos cursos de pós-graduação, restou alguma dúvida? Quer saber um pouco mais sobre qual tipo é o melhor para o seu caso? Entre em contato conosco; nós podemos ajudar!