Os últimos anos têm sido de crise no Brasil. Isso tem mudado a realidade profissional de milhares de brasileiros, que têm visto as oportunidades de emprego ficarem escassas e a taxa de desemprego alcançar os 13%. Essa realidade impacta tanto quem busca uma vaga quanto quem está empregado, pois sua progressão na organização passa a ser mais difícil e um período de estagnação pode chegar. Assim, fica a dúvida: como prosperar em meio à crise no Brasil?

Nesse momento, é importante considerar que as grandes e consolidadas empresas precisam continuar a produzir, independentemente do cenário brasileiro. Elas, inclusive, já compreenderam que, para sobreviver a esse período, precisam de um time consistente e coeso. Para isso, investir em seu capital humano é primordial, o que pode significar capacitação de funcionários ou contratação de profissionais muito qualificados e acima da média.

De uma forma ou de outra, essa pode ser uma boa oportunidade para se engajar e começar a construir a sua promoção. Ou seja, se você está percebendo a crise no Brasil apenas como um momento de escassez de oportunidades, mude já a sua mentalidade. Analise o contexto empresarial em que está inserido. Planeje aonde você quer chegar e trabalhe para atingir sua meta. Passe a ter uma mentalidade de abundância. 

E para ajudá-lo a lançar um novo olhar sobre sua realidade — e, consequentemente, a transformá-la — elaboramos este artigo. Aqui você saberá como agir para ser um profissional diferenciado e bem-sucedido no mercado mesmo em tempos de crise no Brasil. Vamos lá!

Estude sempre

Em tempos de crise, as empresas valorizam ainda mais colaboradores que se dedicam à sua formação, que investem em cursos de pós-graduação e de aperfeiçoamento. Isso porque, quanto mais especializado o profissional, menos a organização precisará investir em formação e mais rápido ele poderá apresentar os resultados desejados.

Além disso, estar em contínuo aperfeiçoamento deixará você sempre atualizado, o que pode refletir em sua produtividade. Principalmente se seus conhecimentos disserem respeito a novas técnicas de gestão ou à atualização de algum software, por exemplo. Não podemos deixar de mencionar, ainda, que seu currículo sempre será valorizado por cursos em que você investir, sobretudo se forem feitos em instituições de qualidade.

Nesse momento de crise no Brasil, que tal investir em um MBA? Para quem trabalha com gestão e deseja chegar a níveis mais altos em sua carreira, essa é uma excelente opção. Pode ser que, agora, você não vislumbre a possibilidade de ascensão em sua empresa, mas, assim que a crise passar, e seu MBA estiver finalizado, esse certamente será um diferencial. E você poderá ser promovido a um cargo de chefia ou conseguir uma oportunidade ainda melhor em outra companhia. 

Invista em idiomas

Ser fluente em inglês é fundamental para quem deseja se destacar no mercado trabalho, principalmente no mundo corporativo. Portanto, se você ainda não tem fluência nesse idioma, aproveite o momento para se dedicar a ele.

São várias as opções para isso, de aplicativos gratuitos a cursos de imersão sem sair do Brasil. Basta uma boa pesquisa na internet para você encontrar as melhores opções para as suas necessidades. Só não pode deixar o estudo do inglês para depois.

Além desse idioma, aprenda outros. Há indústrias de vários países funcionando aqui no Brasil, carentes de profissionais com fluência em seus idiomas. Já pensou em aprender alemão? Ou mandarim? Ser fluente em um segundo idioma é mais um diferencial em seu perfil, que vai fazê-lo se sobressair no mercado de trabalho, em qualquer tempo — independentemente de crise.

Aprimore competências comportamentais 

Não só de conhecimento técnico sobrevive um colaborador. Há outros fatores que também podem ajudá-lo a prosperar em meio à crise no Brasil, nos quais você deve investir já. Até porque as vantagens desses aspectos extrapolam as paredes do escritório e atingem em cheio a sua vida pessoal. São as competências comportamentais.

Muito pouco adianta para uma corporação ter um funcionário genial, em termos técnicos, mas que não consegue se relacionar com os colegas ou trabalhar sob pressão. O colaborador desejado é aquele que conjugue os dois aspectos. Se ele for preparado em relação à técnica e às suas competências comportamentais, está em vantagem.

Por serem questões comportamentais, elas podem ser aprimoradas e aprendidas. Por isso, nada melhor do que aproveitar o momento para trabalhar também essas questões.

Você pode investir em leituras ou cursos sobre inteligência emocional, liderança, comunicação, proatividade, motivação, empatia, persuasão, entre outras questões que possam promover o bom relacionamento entre você e sua equipe, ou entre você e seus gestores. Para o desenvolvimento dessas questões, outra boa opção é procurar a ajuda de um coach.

Foque nos resultados

Por mais instável que esteja a situação, não se deixe levar pelo clima externo. Foque em seu trabalho e em seus resultados, pois são eles que agirão diretamente sobre seu futuro profissional. Cumpra os prazos, supere as metas, prime pela qualidade na entrega, seja engajado e proativo.

Faça seu trabalho com excelência e, se possível, faça além. Em qualquer tempo, profissionais excelentes, engajados, proativos e capacitados têm condições de prosperar, e na crise não é diferente.

Todo percurso para se prosperar em tempos de crise no Brasil, em maior ou menor grau, está relacionado à capacitação. Seja com cursos de pós-graduação, aprimorando o idioma, competências comportamentais ou, ainda, se atualizando sobre o uso de alguma ferramenta, o segredo está em se aperfeiçoar e em se capacitar.

A educação continuada é a chave para se colocar na frente quando as empresas voltarem a contratar. Ou, ainda, para conseguir a tão sonhada promoção. Além de todo o aprimoramento em relação a novos conhecimentos e técnicas que ela lhe proporcionará, investir em cursos ainda ampliará a sua rede de contatos, pois você conhecerá novos profissionais de sua área, tanto colegas quanto professores, o que é sempre valioso. 

Como já mencionado, o que não se pode fazer neste momento é se deixar dominar pela mentalidade pessimista de que a realidade é dominada pela escassez e pela desesperança de que a crise permanecerá assim. Isso não é real.

Os tempos de pouca oferta passarão. Quando isso acontecer, estarão na frente aqueles que aproveitaram os dias difíceis para se preparar para os dias de abundância. Estarão na frente aqueles que investiram na capacitação e que se dedicaram a se aprimorar profissionalmente. Esses disputarão os melhores cargos. E você, fará parte desse grupo?

Pronto! Agora você já sabe como prosperar em meio à crise no Brasil. Quer mais informações ou ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco!